Notcias

Notcias

Twitter gasta mais de R$ 1 mi em combate ao spam

23/06/2012

O spam no Twitter, infelizmente, é uma realidade cada vez maior. No entanto, a companhia não vem poupando esforços, nem dinheiro, para mudar este panorama. A empresa gastou U$ 700 mil (R$ 1,2 milhão) em 2011 para lutar contra cinco empresas que ficaram famosas por vender serviços de publicidade ilegal na página.

Perfis para spam estão lotando o Twitter (Foto: Reprodução) (Foto: Perfis para spam estão lotando o Twitter (Foto: Reprodução))

TweetAttacks, TweetAdder, TweetBuddy, James Lucero e Garland E. Harris entraram na mira do Twitter e, depois de gastar muito dinheiro, a companhia entrou na justiça no último dia 5. Segundo as apelações dos representantes do site de microblogs, os spammers “prejudicaram a boa vontade de muitos usuários do Twitter e causaram que diversas pessoas deletassem suas contas por estarem insatisfeitas com isso”.

Segundo números divulgados pelo site Daily Dot, o Twitter gastou, pelo menos, U$ 100 mil (R$ 190 mil) para combater James Lucero, U$ 75 mil (R$ 135 mil) contra a Garland E.Harris e contra o TweetAder, além de U$ 150 mil (R$ 280 mil) contra o TweetAttacks e incríveis U$ 300 mil (R$ 580 mil) na luta contra a principal ameaça spammer ao site, o serviço TweetBuddy, que foi retirado do ar na última segunda-feira.

De acordo com os termos de serviço do Twitter, usuários não podem floodar ou fazer spam no site utilizando serviços automáticos. No entanto, segundo a companhia, todas estas empresas não somente utilizam esta característica como vendem seus serviços e ainda geram links falsos para fazer com que muitos usuários da rede social visitassem sites hospedados nos servidores destas empresas.

<< Voltar

Ver RSS Feed


Idioma: